Pin it

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Motor Trifásico Motofreio

 Os motorfreio Voges/Eberle são desenvolvidos para utilização em equipamentos onde  são necessárias paradas rápidas por questão de segurança, posicionamento e economia de tempo, tais como: máquinas ferramentas, máquinas gráficas, bobinadeiras, transportadores, pontes rolantes, máquinas de engarrafar e secar, entre outras.

Opcional: Freio normalmente aberto: esta característica é importante para aplicações com altas cargas inerciais acionadas pelo motor que não podem ser freados rapidamente, tais como: fulões, lavadoras industriais, parque de diversões, etc..

Características Gerais:

  • Motor de indução trifásico com rotor gaiola de esquilo
  • Totalmente fechado com ventilação externa (TFVE)
  • Carcaça: 63 a 200
  • Potência: 1/12 a 50 cv
  • Freqüência: 50 ou 60 Hz
  • Categoria: N (NBR-7094)
  • Polaridade: 2, 4, 6, 8, 2/4, 4/8, 4/6  e 6/8 pólos
  • Grau de proteção: IP55  (NBR - 6146)
  • Classe de isolação: F (155°C)
  • Tensão: 220/380, 440, 220/380/440/760 V
  • Freio monodisco acoplado
  • Kit de engrenagem para freio normalmente aberto intercambiável
  • Dimensões: CTE - NBR 5432

Vantagens da linha de Motores tipo Motorfreio

  • Classe de Isolação F;
  • Carcaças com construção sólida e robusta em ferro fundido cinzento;
  • Pintura especial com tinta de base alquídica (classe térmica 150°C);
  • Furos de dreno com tampão plástico removível e especialmente projetados para garantir eficiência em qualquer posição de trabalho;
  • Grau de Proteção IP55, conforme norma NBR 6146;
  • Saída de cabos protegida com espuma antichama, evitando a entrada de partículas no interior do motor;
  • Freio com poucas partes móveis, assegurando longa duração com o mínimo da manutenção.
  • A dupla face de encosto com o disco de frenagem forma uma grande superfície de atrito, que proporciona uma pressão específica adequada sobre os elementos de fricção, evitando o aquecimento exagerado, mantendo assim o mínimo de desgaste.
  • Freio resfriado pela própria ventilação do motor.
  • Como resultado, o conjunto apresenta vida útil mais longa, enfrentando sem problemas os serviços mais pesados. 
  • Bobina de acionamento do eletroimã protegida com resina epóxi, funcionando com tensões contínuas obtidas através de uma ponte retificadora e alimentada com tensão alternada de 110, 220, 380 ou 440V obtida dos terminais do motor ou de uma fonte independente.

Funcionamento

  • Freio Normalmente Fechado

    Ao desligar o motor da rede, o controle também interrompe a corrente da bobina do eletroimã, que deixa de atuar. Com isso, as molas de pressão empurram o platô na direção do motor e o disco de frenagem é comprimido entre o platô e a tampa traseira do motor. As lonas de freio recebem pressão contra as duas superfícies de atrito, do platô e da tampa traseira, freando o motor até que ele pare. Em uma nova partida, o controle liga a bobina do eletroimã, formando um campo magnético que atua axialmente, vencendo a força das molas e atraindo o platô contra a flange. O disco de freio é liberado cessando a ação de frenagem e permitindo que o motor parta livremente.

  • Freio Normalmente Aberto (Free Stop)

    Nesta versão o freio é acionado independentemente do funcionamento do motor mantendo o eixo livre
    quando o motor for desligado. Esta característica é mportante para aplicações com altas cargas inerciais

    acionadas pelo motor que não podem ser freadas apidamente, como ocorre ao ser desligado o motor

    com freio normalmente fechado. O freio poderá ser acionado somente após o motor ter sido desligado e

    a rotação do equipamento ter diminuído para níveis ceitáveis de momentos de inércia.